Pensando na vida e no tempo

Hoje o dia me levou a pensar sobre a vida em sua imensa beleza e finitude. Em tantas coisas que acontecem por nossa causa, apesar de nós e, até mesmo sem nos darmos conta, com nossa colaboração.

Fui ao culto em meória do meu amigo e percebendo que não é o primeiro que perco, penso em como as saudades que no início são avassaladoras, depois de um bocado de tempo passam a ser doce companhia.

Vi também que muitas das minhas memórias estavam esquecidas ao receber um abraço amigo, dizendo que tive um papel marcante na vida do grupo. E eu pensando no que o teria levado a dizer isso…

Também li um poema melancólico do Mário Quintana falando sobre o tempo, e acho que copiá-lo pode ser uma forma de continuar pensando em como 2009 passou rápido, está prestes a acabar e em como tenho coisas a agradecer, como esqueci ou perdi coisas pelo caminho, assim como consegui realizar e reencontrar pessoas fundamentais, mas especialmente como fui abençoada pela vida e a saúde dos meus filhos, a amizade do meu marido, o apoio da minha mãe que foram tão presentes no meu crescimento.

Ao mesmo tempo em que também tem sido um ano desafiador, a chegada de mais uma “virada” me traz uma imensa alegria por pensar que cada novo dia é mais uma oportunidade de ser feliz. De continuar sonhando e realizando, mais e melhor do que já fiz. Não apenas dependendo da sorte, mas de boas escolhas, de bons pensamentos, de um pouco de prudência já que meu ímpeto é ser impulsiva… De canalizar as boas energias e me cercar de fé, esperança e amor no que fizer.

Estou com saudades, estou sofrendo com a perda, mas ao mesmo tempo me dei conta de que… Hoje é aniversário do meu pai, que eu amo tanto e tem dias em que me deixa doida. Que o sol brilhava e o calor castigava enquanto eu podia dar banho no tanque e deixar meu bebê fresquinho… Que ontem fiz picolé/polpa de frutas pras crianças se deliciarem com algo sem conservantes e muito saboroso!

E, também, de que estou ansiosa, especialmente, porque no dia 04/01, enquanto tanto estarão curtindo o iníco de suas férias, eu estarei recomeçando meus estudos… ESTOU TÃO FELIZ!!!! Que louca eu sou!

O tempo (Mário Quintana)

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal… Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos! Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo… E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo. Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.
E com este texto do sânscrito, de autor desconhecido, datando do nao 300, vejo o anúncio de um ano novo e feliz:
“Saudação ao Amanhecer:
Concentra-te neste dia que desponta!
Pois ele é a vida.
A própria vida em seu breve curso.
Jazem nele todas as verdades e realidades de tua existência:
A felicidade de crescer,
A glória de agir,
O esplendor da beleza.
Pois o dia de ontem é apenas um sonho
E o amanhã uma visão,
Mas o dia de hoje, bem vivido,
Torna cada dia passado um sonho de felicidade
E cada amanhã uma visão de esperança.
Concentra-te, portanto, neste dia!
Neste dia maravilhoso que desponta.”